Baião de Dois

Com um país de tamanho continental não é de se espantar a enorme variedade e diversidade que temos em nossa cultura, em especial na culinária.

Lembro-me de uma pessoa, conversando comigo enquanto morávamos no Canadá, ter mencionado um prato típico brasileiro, à base de peixe, feito em folha de bananeira, e eu simplesmente ter ficado com uma cara de interrogação, pois nunca tinha ouvido falar no mesmo. Nem por isso aquele prato não era típico do meu país, é claro. Mas isso mostrou pra mim, e para outros brasileiros que compartilhavam desse papo, como é rica a nossa cozinha, e que “prato típico do Brasil” não pode ser resumido a pão de queijo, feijoada, churrasco e brigadeiro.

A culinária nordestina também é muito rica, e o que bacana dela é sua acessibilidade. Nem sempre em termos de ingredientes, mas com certeza no que diz respeito ao seu custo.

O Baião de Dois é um prato típico do Ceará, mais especificamente, e seus principais ingredientes são justamente os “queridinhos” brasileiros: arroz e feijão!

Aprendi esse prato com um amigo cearense que manda muito bem na cozinha, e está sempre usando esse dom para reunir os amigos ao redor da mesa…

Ingredientes:

200g de arroz

200g de feijão verde*

100g de nata

200g de queijo coalho**

1 cebola média

2 dentes de alho

2 folhas de louro

coentro a gosto

cebolinha a gosto

sal a gosto

Azeite ou óleo

Modo de preparo:

Deixe o feijão de molho em água da noite pro dia (você pode adicionar um pouco de vinagre branco se preferir para ajudar a eliminar seus inibidores enzimáticos, e trocar a água após algumas horas, dessa vez sem adicionar o vinagre).

Refogue a cebola cortada bem pequena em um pouco de azeite ou óleo e quando ela começar a ficar transparente adicione o alho já picado.

Cozinhe o feijão nesse refogado (com a água da segunda troca), juntamente com as folhas de louro e sal, até ficar “ao dente”.  Nessa mesma panela, adicione o arroz para que termine de cozinhar com o feijão em seu caldo.

 

Após cozidos, adicione a cebolinha e o coentro picados bem fininhos e o queijo fatiado em cubos de 2cm.

Misture bem para incorporar todos os ingredientes. Sirva ainda quente!

 

*OBS1: O feijão verde pode não ser fácil de se achar na região sul, podendo ser substituído pelo feijão preto (que foi o que utilizei), mulatinho ou carioca.

**OBS2: Se preferir pode substituir o queijo coalho pelo queijo colonial, também muito presente na região sul, mas vale informar que ele dissolverá mais.

Espero que gostem desse prato, assim como eu!

Beijinhos,

Michelle

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *