Arquivo da categoria: Diversão com as crianças

Cartão de Natal – Árvore de Natal

Eu sou uma pessoa à moda antiga, que adora receber do carteiro cartas e cartões, muito mais do que um e-mail ou mensagem de Whatsapp.

E por ter tanto carinho por essa forma de comunicação, todo ano procuramos enviar aos amigos mais próximos cartões desejando boas festas, agradecendo pela amizade e cumplicidade ao longo do ano que se passou…

Com o crescimento das crianças vi que poderia envolvê-las ainda mais nesse momento ao chamá-las para participarem da confecção dos cartões, já que a minha pequena não pode contribuir escrevendo neles, como já o faz o mais velho.

Eles adoram participar, pois sabem que trata-se de algo especial e com muito amor envolvido, e por isso ajudaram com muito empenho nos cartões de dedões e nos de mais cartões de Natal que confeccionamos em 2015.

Esse ano não foi diferente! Do jeitinho deles, tive muita ajuda na hora de fazer as bolas dessa árvore que foi o destaque dos nossos cartões de Natal de 2016.

O resultado eu compartilho aqui com vocês, na esperança de estimulá-los também  se dedicarem um pouquinho a escrever cartões de agradecimento àqueles que fizeram a diferença em suas vidas nesse ano que está por se findar.

Material necessário:

Cartolina branca

Cartolina laminada verde

Cartolina laminada amarela

Cartolina laminada vermelha

Cola (preferencialmente de E.V.A, pois não enruga o papel)

Furador de papel

Régua

Lápis

Folha de rascunho

Como fazer:

Em uma cartolina, meça um retângulo. As medidas que usei no meu foram 24cm de largura por 16cm de altura.

Faça marcas ao longo do mesmo. Com um lápis, meça 6 cm em direção ao centro, a partir de cada borda.

Após recortá-lo, dobre as laterais na marca dos 6cm, de forma que as mesmas se encontram no centro, formando, portanto, dobras de 6 cm sobre uma área (base) de 12 cm. Reserve.

Na folha de rascunho desenhe uma árvore de Natal com, no máximo, 16cm de altura e 12cm de largura. Para que esse desenho fique simétrico, sugiro fazer o desenho de apenas um dos lados. Dobre a folha e recorte deu molde. Desas forma, quando você o abrir terá uma árvore simétrica.

m_img_8919

m_img_8920

Desenhe-a sobre o verso (lado branco) da cartolina metálica verde. Lembre-se de fazer a marca do centro da árvore. Recorte-a e, após, corte-a na marca central, dividindo-a em duas partes idênticas.

m_img_8922

Cada uma dessas partes da árvore será colada, cuidadosamente, sobre a dobra branca que fica no topo do cartão (sua “face”), de forma que ao fechá-lo, a árvore se torne uma novamente. Reserve.

m_img_8927

Com o auxílio de um furador de papel faça várias “bolinhas” na cartolina laminada vermelha, e cole-as sobre a árvore de Natal. Essa, com certeza, é uma das partes favoritas dos pequenos! Então não se esqueça de pedir ajuda a eles!

Enquanto espera a cola secar, faça um molde de uma estrela (no formato que desejar) na folha de rascunho. Recorte-a e transfira esse desenho para o verso da cartolina laminada amarela.

A estrela não precisará ser dividida em duas. É opcional nesse caso. Mas lembre-se de que ela deverá ser colada em apenas um dos lados do cartão.

O cartão fechado formará uma única e completa arvore de Natal, que quando aberto a dividirá ao meio, para dar vez às palavras de afeto, carinho e gratidão que você e sua família poderão escrever em seu interior.

m_img_8944

m_img_8943

Espero que tenham gostado! Lembre-se de compartilhar conosco as suas fotos, que irão para nosso Facebook e Instagram!

Beijinhos e até a próxima!

Michelle

OBS: As cartolinas laminadas podem ser substituídas por E.V.A. com glitter/brilho. O custo é bem maior, mas o efeito é lindo! Apenas não se esqueça que, se for enviar os cartões pelos Correios, como é o nosso caso, quanto menos volume tiver melhor, pois assim o risco de estragar o cartão é menor!

Contagem regressiva para o Natal – Papai Noel

Essa época do ano causa muita ansiedade nas pessoas, independentemente da idade. É fim de aula na escola e na faculdade, provas, férias, dentre tantas outras coisas mais.

Talvez a maior ansiedade das crianças, no entanto, seja quanto à chegada do Natal! E para os pequenos, essa ansiedade é difícil de ser controlada, de forma racional, já que dependendo da idade não é possível ter a noção de tempo.

Pensando nisso, e no verdadeiro significado do Natal, no ano passado fizemos em casa a Contagem Regressiva para o Natal com base na verdadeira história, e dia após dia, conforme essa linda data ia se aproximando, as crianças podiam aprender mais sobre o nascimento de Cristo.

Esse ano fizemos um mini calendário temático, à base de E.V.A.. Assim a nossa caçula não apenas tem uma noção melhor do tempo que falta até a chegada no Natal como também acaba por reforçar seu aprendizado quanto aos números.

E o legal disso tudo, como sempre digo, é poder colocar as crianças para fazerem tudo junto conosco, tanto para que haja um tempo de qualidade em família, como para que esse momento seja celebrado com mais amor, intensidade e comprometimento.

Materiais necessários:

  • E.V.A vermelho
  • E.V.A branco
  • Tinta guache cor da pele (da sua preferência)
  • Pincel
  • Caneta permanente preta
  • Caneta permanente vermelha
  • 10 a 15 cm de fita
  • Cola de E.V.A.
  • Tesoura
  • Lápis
  • Papel branco (rascunho)
  • Algodão branco

Modo de fazer:

Em uma folha em branco, faça o desenho que mais lhe agrada de um Papai Noel. Não é preciso fazer o gorro dele, mas desenhe a base branca do mesmo.

Transfira esse desenho para o E.V.A. branco. Não tem segredo. Basta colocar a folha em branco sobre o E.V.A. e refazer o contorno do Papai Noel com um pouco mais de força, para marcar. Corte ao redor.

Você também pode fazer o desenho diretamente no E.V.A. branco,  mas nesse caso considere usar o verso para finalizá-lo se houver traços equivocados, pois esses dificilmente serão apagados em definitivo.

Com o auxílio de um pincel, pinte com a tinta guache o rosto do Papai Noel.

m_img_8894

Após a tinta secar, use a caneta preta para realçar os detalhes do contorno da barba, do cabelo, da base do gorro e ao redor do rosto. Faça os olhos do Papai Noel.

Sobre o E.V.A. branco desenhe um “pompom” e “nuvens” compridas e pequeninas.

Reserve o pompom, que será usado no gorro do Papai Noel, e cole as “pequenas nuvens” acima dos olhos dele para que elas forem as suas sobrancelhas!

No E.V.A. vermelho desenhe o gorro do Papai Noel, deixando uma parte um pouco mais comprida para baixo, a fim de que a mesma possa ser colada na parte de trás do E.V.A. branco.  Você precisará desenhar, ainda, um círculo ovalado. Recorte-os!

Faça o contorno do gorro vermelho e da circunferência vermelha, que servirá como nariz do Papai Noel.

Cole-as.

Com o auxílio de um objeto redondo (pode ser uma taça de licor ou uma moeda e R$ 1, por exemplo), meça aproximadamente 24 círculos na barba do Papai Noel, não se esquecendo de deixar espaço, no topo, ao centro, para a boca dele, que poderá ser desenhada antes ou após a definição dos círculos (eu preferi depois para saber o tamanho que precisaria ser feita).

Após medir os 24 círculos, defina-os com a caneta permanente preta.

No centro de cada círculo coloque um número, de 1 a 23, em caneta preta. Ao final, escreva o 24 em vermelho, para que ele possa se destacar, em razão de sua importância.

m_img_8932

Por fim, cole a fita de cetim no verso do gorro do Papai Noel para poder pendurá-lo, preferencialmente em um lugar acessível às crianças!

m_img_8930

A ideia é colar uma bola de algodão branco em cada dia, conforme os dias forem passando, para que os pequenos possam fazer a contagem até o dia 24, noite de Natal.

m_img_8928

Ao fim, você terá um Papai Noel com a barba toda fofinha, pronto pra celebrar o Natal!

m_img_8929

Espero que tenham gostado! Não esqueçam de compartilhar conosco suas fotos!

OBS: Escrevi os números de forma aleatória de propósito, para que a minha filha pudesse focar nos números, reconhecendo-os, e não que seguisse uma ordem sequencial, sem racionar. Dessa forma fixamos em sua mente o aprendizado de cada número.

Explorando o ecossistema

Em tempos de tecnologia e correria, parar para observar o que está ao nosso arredor torna-se cada vez mais raro.

O que antigamente era de conhecimento comum ate mesmo para as crianças, que costumavam andar descalças na rua, brincando até tarde na rua, sujando-se de forma saudável ao subir em árvores e cavar buracos na terra, hoje pode ser algo um tanto quanto desconhecido para os nossos pequenos. Ou, quando conhecidos, apenas por meio de telas de tablets e computadores.

Levar as crianças para explorarem o mundo lá fora pode ser algo simples e muito divertido! Fonte de conhecimento, a fauna e a flora que se encontra no quintal de casa ou do prédio já são suficientes para despertar a curiosidade e ensinar mais sobre o mundo em que vivemos. Isso sem falar que o contato com a natureza pode desmistificar alguns medos infundados das crianças.

Como brincar:

 Com o auxílio de uma lupa, um caderno e um lápis ou caneta, convide as crianças para fazer uma investigação no jardim.

Procurem por formigas, lagartas, besouros e outros pequenos seres e conversem sobre o que eles são e o que fazem. Faça perguntas, como:

(i) que bichinho é esse?

(ii) qual a sua cor?

(iii) quantas patas ele tem?

(iv) o que você acha que ele está fazendo?

(v) do que ele se alimenta?

(vi) onde ele mora?

(vii) como é a sua casa?

m_img_8747

Você também pode pesquisar explorar as árvores, flores, arbustos e demais plantas que se encontram ao redor do local de pesquisa de vocês e fazer anotações sobre cada uma delas. Pergunte, por exemplo:

(i) qual a cor dessa planta?

(ii) é uma árvore frutífera?

(iii) como é o seu caule, liso ou cheio de textura?

(iv) qual o tamanho dessa árvore (compare com outros objetos familiares, e não com metros, como o tamanho dele mesmo, do papai, de um carro, etc.)

(v) a gente pode comer essa planta?

Deixe que as crianças toquem nesses seres vivos (quando for seguro) para que elas sintam sua textura.

m_img_7322

Peça para os maiores escreverem no papel aquilo que observaram, enquanto que os pequenos podem simplesmente desenhá-los.

m_img_8752

Após fazerem um levantamento das informações de cada ser vivo selecionado, convide as crianças a pesquisarem, com a sua ajuda, na Internet, quais as espécies que vocês viram. Aproveitem esse momento em família para conhecer mais sobre a natureza e incentivar, com isso, um maior cuidado com o nosso planeta.