Arquivo da tag: #receitinha

Bolinhos de salmão

No almoço de domingo fizemos um salmão simples e delicioso. Enrolamos um salmão com uma crosta de sal grosso (pode adicionar algumas ervas se quiser) no papel alumínio e assamos ele. Depois servimos com um molho tártaro e limão.

Mesmo sendo delicioso, como era um peixe grande e éramos apenas nós 4 almoçando, acabou sobrando um pouco. Então o jeito foi reciclar pra não ficar totalmente “déjà vu”, “esquenta-requenta”. E surgiu essa receita deliciosa abaixo:

Ingredientes:

300g de salmão desfiado
1/2 cebola picadinha
1/2 abobrinha picada em quadradinhos bem pequenos
Azeite
Salsinha
1 ovo
2 colheres (sopa) farinha integral

Modo de preparo:

Misture todos os ingredientes e molde-os (eu usei um aro pequeno, untado). Coloque em uma frigideira quente (coloquei um pouquinho de óleo)  a fim de selar os bolinhos.

20150928_115943

Após, leve ao forno por 15 a 20 minutos.

Sirva com um molho tártaro, de maracujá ou simplesmente com suco de limão.

20150928_124520

Yakissoba

Apesar de ser comumente servido em restaurante japoneses, o Yakissoba tem origem na China. Existem, sim, algumas diferenças, como por exemplo a fritura do macarrão no prato chinês e o cozimento no japonês.

É um prato nutritivo e completo, pois contém não apenas o carboidrato (macarrão), mas legumes variados e proteína (carne bovina, frango e até camarão). Os vegetarianos podem se deliciar com esse prato simplesmente deixando de adicionar a carne.

A receita de hoje eu aprendi em um caderno sobre “Sabores da Ásia” da “Cláudia Cozinha!”, publicado há alguns anos. Fiz algumas modificações, especialmente no que diz respeito aos legumes utilizados e a variação da carne e do frango. Então vamos lá?

IMG_6161Ingredientes:

500g macarrão (o melhor é o macarrão próprio para Yakissoba, a venda nos mercados, mas você pode usar espaguete sem problema algum)
1kg peito de carne
1/4 xícara de óleo
1/2 xícara de molho de soja (shoyo)
1 colher (sopa) de açúcar
1 colher (sopa)de óleo de gergelim (no mercado tradicional você encontrará)
1 xícara de água
2 colheres (sopa) de amido de milho (maisena)
2 cenouras médias cortadas em rodelas finas
1 brócolis
250g repolho fatiado fino (eu prefiro o roxo pela questão nutricional e para dar um colorido a mais no prato, mas quando não tem eu uso o branco mesmo)

Modo de preparo:

Corte a carne em fatias pequenas e finas.

Aqueça o óleo na wok (caso não tenha utilize uma frigideira grande) e acrescente a carne. Quando ela estiver frita (sem estar seca – é diferente de “esturricada”, hein), adicione o molho de soja e o açúcar. Misture ocasionalmente, por 10 minutos, até a carne ficar macia.IMG_6166

Coloque a água do macarrão para esquentar. E assim que estiver fervendo acrescente o macarrão. Fique atenta para o tempo indicado para o preparo do macarrão que você estará utilizando.

Na panela da carne, adicione a cenoura e cozinhe por cerca de 5 minutos. Após, acrescente os demais legumes. Dissolva  amido de milho na água e acrescente à panela. Deixe cozinhar por aproximadamente cinco minutos, ou até os legumes ficarem “al dente” (eu costumo colocar uma tampa grande sobre os legumes para eles cozinharem melhor).

Quando o molho tiver engrossado acrescente o óleo de gergelim e o macarrão cozido. Misture tudo.

Sirva quente!

Dica1: Se você preferir, troque a carne por frango ou camarão!IMG_6169

Dica2: Se você é vegetariano, basta deixar de acrescentar a carne. Pule a etapa de fritar a carne e vá direto para o shoyo com açúcar em diante.

Dica3:  Você não é obrigado a usar esses legumes que sugeri na receita! Coloque aquilo que lhe agrada, lembrando que em termos nutricionais o ideal é que haja um balanço entre os tipos e cores de vegetais (vermelhos, brancos e verdes – uma porção de cada).

 

Bolo Nega Maluca

Só o nome já me remete à infância… IMG_5789

Ingredientes:

2 xícaras de farinha de trigo
2 xícaras de açúcar
1 xícara de chocolate em pó (eu uso o chocolate dos Padres ou Fleischmann, para não ficar muito doce, mas pode usar achocolatado se preferir)
4 ovos
1 xícara de óleo
1 colher (sopa) fermento em pó
1 xícara de água (fervendo)

Modo de preparo:

Ligue o forno em 180 graus Célsius para pré aquecê-lo.IMG_5759

Com exceção da água, misture todos os ingredientes até formar uma massa homogênea. Ferva a água e adicione, aos poucos, na massa. Não bata rápido, pois além de prejudicar a fermentação, certamente fará uma grande meleca na sua cozinha, pois a água vai espirrar para todo canto.

Despeje a massa em uma forma untada com margarina e farinha.

O bolo ficará pronto em aproximadamente 40 minutos. Lembre-se de fazer o teste do palito pois a temperatura e o tempo podem variar de forno pra forno, ok?

Calda: Se você quer fazer uma calda deliciosa de chocolate para acompanhar esse bolo, sugerimos a receita contida no post do bolo de cenoura!

Dica: Unte a forma com óleo caso tenha intolerância à lactose. A massa do bolo em si já não contempla lactose, desde que você escolha um chocolate em pó que não contenha traços de leite, então fique atento à embalagem!

Lâbani

O lâbani seria uma espécie de “cream cheese” da cozinha árabe, mas muito melhor! Se você nunca comeu, não tem noção do que está perdendo! Então corre pra cozinha (com o ipad/laptop/smartphone na mão) e prepare essa delícia!

Antes de passar a lista de ingredientes… Lembra que fizemos a coalhada anteriormente aqui no blog? Pois é… o lâbani é um “derivado” da coalhada! Então quando você a fizer, poderá preparar uma quantidade maior e fazer 2 receitas diferentes! Bom, né?

 

IMG_5917Ingredientes:

4 litros de leite (preferencialmente o de saquinho)
4 copos de iogurte natural integral
sal

Modo de preparo:

Ferva o leite. Após, aguarde esfriar um pouquinho – apenas ao ponto de você conseguir colocar o dedo no leite e contar (no máximo) até 10. Despeje os iogurtes. Mexa bem, porém de forma delicada. Após, cubra o recipiente e deixe-o de um dia para o outro num local fechado e escuro (no forno desligado, por exemplo).

Para transformar essa colhada em lâbani, você precisará adicionar uma pitada de sal e mexer tudo muito bem. O sal, nesse primeiro momento, não terá a função de temperar, mas sim de auxiliar na drenagem do soro, por isso não exagere! Coloque todo o conteúdo em um saquinho de pano (caso não tenha esse saquinho em sua cozinha, utilize um pano de prato limpinho e branco, mas você precisará, ainda, de algo para amarrá-lo). Ele precisará ficar pendurado, aguardando o soro ser drenado (lembre-se de reservar esse soro para fazer nosso pão caseiro!). Isso levará de 24 a 48 horas, dependendo da consistência que você quer que o seu lâbani fique (mais macio ou mais consistente). Não se preocupe com o fato dele estar fora da geladeira durante esse período. Ele não azedará! Acredite!

Caso queira acelerar esse processo, você pode apertar o saquinho para ajudar a escoar o soro, e até mesmo enrolar esse saquinho em um outro pano de prato para absorção do líquido. Quando o conteúdo estiver não mais líquido, mas macio e consistente, adicione um pouco de sal para temperar e dar gosto no lâbani.

Após, coloque-o em um recipiente que possa ser hermeticamente fechado. Procure pressionar bem, para que não fique ar embaixo ou no meio do lâbani. Ao final, regue (apenas por cima, não misture!) com azeite. Conserve-o em geladeira, e sempre que o azeite for acabando, adicione mais.